Caboclos


Os Caboclos de Major Sales – Malhação de Judas tem uma história de mais de 100 anos e tudo começa assim: "Andamos em Major Sales/ Casa em casa rua a rua/ Sabendo sobre a cultura/ Que é dela não é sua/ Tem Rei de Congo e Orquestra/ Quadrilha Mandacaru/ Sanfoneiro cantador/ Tudo que é diversão/ Mas foram sim os caboclos/ Que chamaram nossa atenção/ Essa expressão cultural/ identifica nossa gente/ Quando uma criança nasce/ Se quiser dar um presente/ Toque a música de caboclo/ Que ela olha contente/Dança jovem, dança idoso/ de todas as etnias/ Isso já virou mania/ A historia dos caboclos/ Agora vamos contar/ A origem e criação/ Elegeu seu titular/ Seu José Berto da Silva/ Natural do Seridó/ 1888 ano que ele nasceu/ Em 1904 Diamantina lhe acolheu/ Cultivou dança e Alegria/ Até enquanto viveu/ O tocador era Zeu/ Lá do sitio canta galo/ Um fole de oito baixo/ O pandeiro era colher/ Reco-reco de arame/ Tocava e batia o pé/ vestidos de bananeiras/ Rostos cobertos com máscaras/ pareciam ser mulher".

 Os grupos tem estrutura musical formada por sanfona, zabumba, triângulo e pandeiro. A base coreográfica tem de doze a vinte e seis brincantes dançando sempre em roda, envolvidos em passos característicos e mantendo o Judas no centro, onde é pisoteado, agredido com bastões empunhados, extraído de marmeleiros da vegetação caatingueira. Os dançarinos emitem um som gutural, onomatopaico de ira incessante e seus sapateados ajudam a compor a base percussiva. As roupas de trapos de panos multicoloridos com capuzes vermelhos provocam um impacto plástico incomum, e a sua confecção é realizada em mutirão. A brincadeira começa pela manhã quando os grupos em cortejos dispersos, apresentam-se em ruas, sítios, terreiros e depois participam da competição organizada pela comunidade a autoridades local. As letras invocam temas variados, ufanismo cultural, referências e evocações dos próprios grupos da cidade e o gênero preferido é o xote.

 A movimentação cultural tradicional dos Caboclos de Major Sales, acontece durante toda a Semana Santa, onde a alegria é contagiante! Crianças, jovens, adultos e idosos, todos querem brincar, ninguém fica dentro de casa, as portas são abertas para receberem os caboclos com sua dança e musicalidade, como recompensa são gratificados com a tradicional esmola que pode ser em dinheiro ou em gênero alimentício, a festa popular é culminada no sábado de aleluia onde acontece o arrastão cultural dos caboclos na parte da manhã e a noite é realizando em praça pública o Concurso de Caboclos - Malhação de Judas de Major Sales.

Acompanhe em vídeo as principais Turmas de Caboclos de Major Sales que participaram do XXVII Concurso de Caboclos - Malhação de Judas.

PRIMEIRAS TURMAS DE CABOCLOS - IMAGENS DOS ANOS DE 1992 E 1994

TURMA DOS MOLEQUES DE BEBÉ - CAMPEÃ DA  27ª EDIÇÃO DO CONCURSO DE CABOCLOS /2017

TURMA DOS CANARINHOS - VICE-CAMPEÃ DA 27ª EDIÇÃO DO CONCURSO DE CABOCLOS /2017

TURMA DO BOM JARDIM - TERCEIRA COLOCADA  DA 27ª EDIÇÃO DO CONCURSO DE CABOCLOS /2017


RESUMO DO FESTIVAL DE CABOCLOS DO ANO DE 2015
RESUMO DO FESTIVAL DE CABOCLOS DO ANO DE 2016
 

OS MOLEQUES DE BEBÉ - CAMPEÃ DO CONCURSO DE CABOCLOS NO ANO 2015

TURMA DOS CANARINHOS - VICE-CAMPEÃ DO CONCURSO DE CABOCLOS  NO ANO DE 2015

TURMA DO BOM JARDIM - TERCEIRA COLOCADA DO CONCURSO DE CABOCLOS NO ANO DE 2015
 

MELHORES MOMENTOS - CONCURSO DE CABOCLOS 2014